PROTESTO CONTRA JORGE JESUS

Torcedores do Benfica protestam contra Jorge Jesus: “Sem orgulho, Judas voltou”

Duas faixas são colocadas nas imediações do Estádio da Luz, casa do clube lisboeta

Cartaz contra Jorge Jesus

Cartaz contra Jorge Jesus

Nem tudo são flores para Jorge Jesus no retorno dele a Portugal. Um dia depois de desembarcar na Terrinha, é possível perceber que o ex-técnico do Flamengo não é unanimidade no Benfica. Faixas em protesto à contratação do treinador, que completa 66 anos na próxima sexta, foram colocadas nas imediações do estádio da Luz. Vale lembrar, por outro lado, que na chegada de Jesus houve cartazes de apoio.

"Em 1907, oito foram para lá e não voltaram. Hoje, sem orgulho, Judas voltou... Cosme, vês no que isto se tornou?", diz uma delas.

A faixa faz alusão ao fato de Jorge Jesus ter trocado o Benfica pelo Sporting em 2015, como fizeram alguns jogadores no começo do século 20 ajudando a fundar o arquirrival lisboeta. O “Cosme” em questão é Cosme Damião, fundador do Benfica. Vale lembrar que Jorge Jesus nunca escondeu que é torcedor do Sporting, clube onde atuou como jogador antes de ser treinador. Além disso, Virgolino de Jesus, pai do treinador e falecido em 2017, é um dos maiores ídolos da história dos Leões.

"A democracia, os valores e a mística na rua da amargura... Eis o Benfica da "estrutura", diz a outra faixa, fazendo ironia com a atual administração do presidente Luís Filipe Vieira, cercada de polêmicas. Jorge Jesus, que dirigiu o Benfica entre 2009 e 2015, deve ser apresentado oficialmente ainda nesta semana. Campeão brasileiro e da Libertadores com o Flamengo no ano passado, o técnico optou por retornar ao Benfica após o clube luso insistir em sua contratação ainda na reta final da temporada 2019/20 - semanas depois de o técnico ter assinado uma renovação contratual com o clube carioca até 2021. Inicialmente, o Mister recusou o convite, mas acabou balançado diante das conversas com Luis Filipe Vieira e decidiu retornar a Portugal, onde poderá ficar com a família em meio à pandemia do novo coronavírus.

Fonte: Globo Esporte

Dê sua opinião: