CONSEGUIU HABEAS CORPUS

Justiça concede habeas corpus a suspeito picado por naja

Pedro Henrique Krambeck Lehmkul, de 22 anos, pode ser liberado da prisão ainda na noite desta sexta-feira (31/7)

Pedro Henrique prestou depoimento nesta sexta-feira

Pedro Henrique prestou depoimento nesta sexta-feira

A 2º Turma Criminal do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) concedeu habeas corpus, na noite desta sexta-feira (31/7), a Pedro Henrique Krambeck Lehmkul, de 22 anos, preso temporariamente por suspeita de integrar um esquema internacional de tráfico de animais exóticos e silvestres. O estudante de medicina veterinária estava detido na Divisão de Controle e Custódia de Presos (DCCP) na carceragem da Polícia Civil desde quarta-feira (29/7). 

 Com base na decisão, a qual o Correio teve acesso, o juíz considerou que Pedro Henrique é paciente primário, com bons antecedentes, residência fixa e que foi preso durante processo de recuperação (após ser picado pela naja), e em momento no qual já havia manifestado interesse em colaborar com os trabalhos da autoridade policial.

No pedido, a defesa alegou que, na tarde desta sexta-feira, após o depoimento do estrudante, o delegado à frente do caso solicitou a senha do celular do padrasto de Pedro Henrique, o tenente coronel da PM Clóvis Eduardo Condi. O pedido teria sido prontamente atendido, o que segundo o advogado, "corrobora o firme no propósito do Paciente e seus familiares de colaborar com as investigações, conforme já se tem demonstrado”. 

 Dessa forma, o magistrado deferiu o pedido de reconsideração para determinar a soltura do jovem. Com a determinação, Pedro Henrique pode ser liberado ainda na noite desta sexta-feira. 

Fonte: Correio Braziliense

Dê sua opinião: