TESTOU POSITIVO

Jorge Oliveira é o oitavo ministro a ser infectado pelo coronavírus

Ele está com sintomas leves e segue sob acompanhamento médico

Jorge Oliveira

Jorge Oliveira

O ministro-chefe da Secretaria-Geral, Jorge Oliveira, informou nesta terça-feira (4/08) por meio das redes sociais que foi diagnosticado com o novo coronavírus. Ele é o oitavo do alto escalão do governo a ser infectado.

"Informo que, após fazer o teste RT-PCR para detectar possível presença do vírus da Covid-19, meu resultado foi positivo. Estou em isolamento desde hoje (4) e cumpro agenda de forma remota. Apresento sintomas leves e sigo sob acompanhamento médico", escreveu.

Segundo a assessoria, o ministro não participou da reunião do Conselho de Governo ocorrida por conta do "isolamento preventivo". Ele chegou a se reunir ontem (3) com o ministro da Economia, Paulo Guedes, mesmo dia em que o ministro-chefe da Casa Civil, Walter Braga Netto testou positivo. 

O ministro da Controladoria Geral da União (CGU), Wagner Rosário; Milton Ribeiro, ministro da Educação; Onyx Lorenzoni, do Ministério da Cidadania; Augusto Heleno, do Gabinete de Segurança Institucional (GSI); Bento Albuquerque, ministro de Minas e Energia e Marcos Pontes, da Ciência, Tecnologia e Inovações foram outros nomes a contrair a doença.

A primeira-dama, Michelle Bolsonaro, também testou positivo para covid-19 no último dia 30, dias após o diagnóstico do presidente Jair Bolsonaro, no dia 7. O chefe do Executivo passou cerca de 20 dias em quarentena, despachando por videoconferência no Palácio da Alvorada.

De acordo com os números divulgados pela Secretaria-Geral da Presidência da República nesta terça-feira (4/8) houve um aumento dos casos de covid-19 entre os funcionários que trabalham no Palácio do Planalto de quase 65% em julho. 

No dia 3 do mês passado, a pasta havia contabilizado 108 servidores com diagnóstico positivo para o novo coronavírus. Já no dia 31, o número de trabalhadores com a doença subiu para 178. Segundo a Secretaria-Geral, 147 servidores da Presidência da República se curaram da covid-19 até o fim de julho. Pelas estatísticas mais atualizadas do Planalto, 31 servidores estão em tratamento.

Fonte: Correio Braziliense

Dê sua opinião: